Seguidores

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Decisão

Decisão exige convicção.
Convicção pede entendimento.
Entendimento requer raciocínio.
Raciocínio demanda discernimento.
Discernimento reclama equilíbrio.
Equilíbrio depende da emoção.


Embora patrimônio da razão, o processo decisório vincula-se ao sentimento. Ninguém decide sem motivo e o motivo incorpora o afeto. (...)


(de André Luiz sobre Fé Raciocinada e Renovação Íntima)
do Livro "Decisão" - Antonio Baduy Filho

sábado, 21 de janeiro de 2012

Confiança


Em mais de uma ocasião, no tempo que lhe assinala na Terra, você dá prova de irrestrita confiança naqueles que o cercam.

  • Viaja por avião e confia no piloto.
  • Usa o ônibus e confia no motorista.
  • Consulta o livro e confia no autor
  • Busca conhecimentos e confia no mestre.
  • Trata da saúde e confia no médico.
  • Encomenda a roupa e confia no costureiro.
  • Pede a informação e confia na resposta.
Se você não vacila em confiar no semelhante ainda imperfeito, é inteiramente irracional fugir à confiança em Deus, que é Perfeição Absoluta.

Do Livro: Decisão
Antonio Baduy Filho por André Luiz

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Anjo das Horas


A ti, meu Anjo, amor dos meus encantos,
A ti que velas horas dos meus dias,
A ti que trazes luz aos meus espantos,
Eu agradeço o fim das agonias.  


As agonias que rondaram cantos,
Os mais escuros de paredes frias,
Quando era eu um carrilhão de prantos.                                    


E tu - de perto - só me percebias .  


Sem que eu chamasse foste os acalantos
Das minhas noites tristes e vazias.
E eu que chamava por todos os santos,
Não via a ti que tanto me sorrias.


A ti, meu Anjo, amor dos meus encantos,
Eu agradeço os meus presentes dias. 


Silvia Schmidt

sábado, 14 de janeiro de 2012

ORAÇÃO BAHAI PELA PAZ


                   
          Sê generoso na prosperidade e grato no infortúnio.
          Sê digno de confiança de teu próximo e dirige-lhe um olhar alegre e amável.
          Sê um tesouro para o pobre, um conselheiro para o rico;
          Responde ao apelo do necessitado e preserva sagrada a tua promessa.
          Sê imparcial em teu juízo e cauteloso no que dizes.
          A ninguém trates com injustiça e mostra toda humildade a todos os homens.
          Sê como uma lâmpada para aqueles que andam nas trevas,
          Sê causa de júbilo para o entristecido, um mar para o sequioso,
          Um refúgio para o aflito, um apoio e defensor da vítima da opressão.
          Que a integridade distinga todos os teus atos.
          Sê um lar para o estranho, um bálsamo para quem sofre,
          Uma torre de força para o fugitivo.
          Para o cego deves tu ser olhos, e
          Para os pés dos errantes, uma luz que guie.


            (Bahá’u’lláh, “Seleção dos Escritos de Bahá’u’lláh”, n. CXXX, p.179.)



A Fé Bahá'í é uma religião monoteísta fundada por Bahá'u'lláh na Pérsia do século XIX que enfatiza a unidade espiritual da humanidade. Trata-se de uma religião independente que possui as suas próprias leis, escrituras sagradas, administração e calendário. Mas não possui dogmas, clero, nem sacerdócio. 
Os ensinamentos Bahá'ís atribuem grande importância ao conceito de unidade das religiões. A história religiosa da humanidade é vista como um processo de desenvolvimento gradual, em que surgem diversos Mensageiros Divinos com ensinamentos adequados às necessidades de cada momento e à maturidade de cada povo. Esses mensageiros incluem Krishna, Abraão, Buda, Jesus, Maomé e, mais recentemente, O Báb e Bahá'u'lláh. Segundo os ensinamentos Bahá'ís, a humanidade encontra-se num processo de evolução colectiva a caminho de uma civilização mundial, e as suas necessidades actuais centram-se, essencialmente, no estabelecimento gradual da paz, justiça e unidade a uma escala global.
A palavra Bahá'í pode ser usada para referir a Fé Bahá'í ou os seguidores desta religião. Esta palavra deriva do termo árabe "Bahá" (بهاء) que significa glória ou esplendor.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Tudo em você tem utilidade


Seus olhos indicam-lhe a direção a tomar. Suas mãos propiciam-lhe o trabalho adequado. Seus pés sustentam-no  no caminho. Seu estômago garante-lhe a manutenção do corpo. Seu coração é a vida em você. Seus ouvidos abrem-lhe a porta para o mundo da relação. Sua boca dá-lhe a sagrada oportunidade de manifestar-se. Sua mente é fiel instrumento de sua evolução. Nada há sem utilidade. Você está destinado a ser útil. Não fique parado. Sirva. Trabalhe. Aja. Deus lhe abençoa os dias. Convencer-se de ser útil é seu bom sinal de progresso.

Lourival Lopes - "Gotas de Esperança"

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Li e Recomendo


Este livro conta a história de um casarão muito antigo,onde o espírito de um certo coronel assombrava, seu nome era Firmino, há muito tempo estava fechada e guardava muitos e muitos segredos do passado. 

Uma doença entre um dos filhos dos herdeiros do casarão fez com que esta família se mudasse para lá, então o passado voltou com toda força,colocando todos frente a frente, dos que estavam envolvidos em outros tempos. 
Nico era o filho de uma lavadeira,que encontra Eurico e sua irmã Amelinha, e dessa união surge uma grande amizade. Os três enfrentam juntos um grande desafio.
Uma história envolvente e de valiosos ensinamentos.
Boa leitura pessoal!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Provérbio


Perante a Lei de Deus, três classes de pessoas erram:
  • Os que não sabem e não perguntam;
  • Os que sabem e não ensinam;
  • Os que ensinam e não praticam.
Provérbio Grego

domingo, 1 de janeiro de 2012

Relato de Divaldo



Certo dia, a princesa Diana vai procurar madre Teresa de Calcutá, abrindo-lhe o coração. Falou-lhe de suas angústias, do vazio que sentia em seu íntimo, muito embora, a sua, fosse uma vida de glamour. E confessou-lhe o desejo de fazer parte de sua ordem religiosa.

A madre comoveu-se ante o relato, cheio de ternura e confiança, e viu muita doçura e bondade na alma daquela mulher simples, porém muita rica e famosa. E, com grande carinho, buscou orientar-lhe. Disse-lhe que ela era uma princesa e, como tal, não poderia pertencer à sua ordem religiosa, de extrema pobreza. Então, a madre lhe disse:

- Diana, você pode doar esse amor às crianças indefesas. Na sua posição, você pode auxiliar muitas delas, que sofrem... A caridade pode ser exercida em qualquer lugar onde nos encontremos...

A princesa voltou para o seu palácio e daí em diante, dedicou-se a visitar crianças vítimas da aids, essa enfermidade tão cruel, e auxiliou, com enorme carinho, crianças mutiladas pelas minas das guerras... Desde então, encontrou a alegria de ser útil, o prazer de servir.

Madre Teresa tudo acompanhava pelos informes da TV, da imprensa. E, entre aquelas duas mulheres, elos de amor passaram a existir.

O tempo correu. Alguns meses depois, a princesa, amiga dos sofredores, a rosa da Inglaterra, como era conhecida mundialmente, veio a desencarnar num acidente que chocou a todos.

A madre, muito abalada, ao saber do fato, apressou-se a tomar providências e a cancelar compromissos, a fim de comparecer ao funeral, dias depois.

Algo, porém, alterou-lhe os planos. Sua saúde, muito instável. levou-a à cama. Alguns dias se passaram, e madre Teresa veio também a falecer.

Joanna de Ângelis nos contou, então o suceder dos acontecimentos, do "outro lado"...

Madre Teresa foi recebida numa festa de luz, sob a carinhosa assistência de Teresa de Lisieux, a Santa Terezinha do Menino Jesus, como é adorada na Igreja Católica. Permaneceu consciente de seu processo desencarnatório, na paz de consciência que sua vida honrada lhe fizera merecer. E é então que ela pergunta à religiosa que lhe recebera, onde estava Diana. E Teresa de Lisieux lhe conta que a princesa, devido ao choque causado pelo acidente, estava dormindo, ainda em refazimento e recuperação.

Madre Teresa de Calcutá vela pela princesa, faz-lhe companhia, ora por sua harmonização. E, no momento de despertar, quando Diana abre os olhos diante da vida espiritual e reconhece a grandeza do amor de Deus, eis que ela revê a madre, a religiosa afetuosa e amiga que, com extremado amor, lhe diz:

- Agora, minha filha, você está pronta para ser aceita na minha ordem. Iremos trabalhar juntas, com a bênção do Senhor.

-Nós, que sabemos como o mundo espiritual é fascinante, diz Divaldo, imaginemos o júbilo desse encontro!

Relato de Divaldo Pereira Franco


Clique aqui para ler mais:  http://www.forumespirita.net